Música Tradicional Madeirense Revisitada

by MUTRAMA

/
  • Compact Disc (CD) + Digital Album

    Includes unlimited streaming of Música Tradicional Madeirense Revisitada via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 3 days

      €12 EUR or more 

     

  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      €3 EUR  or more

     

1.
Trigo loiro, trigo loiro Trigo loiro, palha estreita Dubaixo do trigo loiro - bis Namorei uma sujeita
2.
Ó meu menino jesus Meu menino jesus Que é da vossa camisinha? Eu deixei-a na ribeira Meu menino jesus Em cima de uma pedrinha Ó meu menino jesus Meu menino jesus Que é do vosso anel d'oiro? Eu deixei-o na ribeira Meu menino jesus Em cima do lavadoiro Ó meu menino jesus Meu menino jesus Dizei-me, que noite é esta? Hoje é noite de natal Meu menino jesus Amanhã é dia de festa
3.
Ai o bailhe da meia volta Ai é um bailhe muito excelente Ai acorda quem está dormindo Ai alegra quem está doente Moro no Pico do Vento E o vento me quer levar Mais depressa venha o verão Que o frio vem-me apagar Já não tenho pai nem mãe Nem deste mundo parente Sou filho das ervas verdes Neto das águas correntes Ai o tocador de machete Ai é bonito e veste bem Ai deve ter muito dinheiro Ai pela cara que ele tem
4.
Dorme, dorme, meu menino Foi o sol que te embalou Deve ser o teu destino Que sorte será a tua?
5.
Hoje é o dia ditoso Foi ao mundo resgatado Pelo anjo do senhor Assim foi anunciado Chorus: Meu deus meu menino Meu rei meu senhor como estás tão pobre por nosso amor Já a aurora vem raiando Oh que belo resplendor Abra-se o céu encoberto Apareça o Salvador Chorus Este pobre coração Não dorme, então vigia Podeis dormir descansado Aqui não há tirania Chorus
6.
Quinta-feira se apregoa A Guerra de D. João Coitado de mim que sou velho Na guerra me matar vão Das três filhas que o rei tinha A mais moça respondeu -Dê-me armas e cavalos Quem vai pelo pai sou eu -Tendes os peitinhos altos Filha, conhecer-te vão -Mando comprar um colete Que Aperte meu coração -Tendes os olhos bonitos Filha, conhecer-te vão -Quando passar pelos homens Meus olhos pregam no chão -Tendes as mãos pequeninas Filha, conhecer-te vão -Mando buscar umas luvas Que nunca descalçarão
7.
Que noite serena Que lindo luar Que linda barquinha Que eu vejo no mar Ó vem-te, meu anjo Nós vamos daqui Que a noite é bela Que a noite é bela O amor nos sorri Nós vamos daqui Trago terra na algibeira Para fazer um jardim Para plantar uma rosa Que levo a par de mim - bis Que noite serena Que lindo luar Que linda barquinha Que eu vejo no mar Ó vem-te, meu anjo Nós vamos daqui Que a noite é bela Que a noite é bela O amor nos sorri Nós vamos daqui O mar também é casado Também tem sua mulher É casado com as areias Dá-lhe os beijos quando quer Ondas do mar abrandai Que eu quero apanhar um peixe Quero deixar o amor Antes que o amor me deixe Que noite serena Que lindo luar Que linda barquinha Que eu vejo no mar Ó vem-te, meu anjo Nós vamos daqui Que a noite é bela Que a noite é bela O amor nos sorri Nós vamos daqui
8.
A mourisca de Santana Não tem nada que aprender É só por um pé no ar, ó ai Outro no chão a bater Chorus: Senhora Santana, Dai-me outro marido Que este qeu eu tenho Não dorme comigo Senhora Santana, Minha mulher mente Eu durmo com ela E ela não sente A mourisca de Santana É tão linda como o sol Era filha de padeira, ó ai Cantava como um rouxinol Chorus Um dia estava cantando Cantando por distração Nisto passa um marinheiro, ó ai Roubou-lhe o coração Chorus A mourisca de Santana Muito tinha por falar Namora um marinheiro, ó ai Que a levou para o Ultramar Chorus
9.

about

Na “Cantiga de Apanhar a Cana”, recolhida por Rui Camacho,
ainda é possível ouvir laivos do primeiro ciclo económico da ilha: é no séc.XV que a cana de açúcar é introduzida na Ilha da Madeira e com ela uma colonização feita de presidiários, destinados ao trabalho forçado. Se os mantras atravessam as canções de trabalho, os melismas árabes aparecem nas canções de embalar, por exemplo.

Na “Pensação do Menino”, cantada pela Maria João em dueto com a ‘senhora da recolha’, Beatriz Silva, ouve-se uma prece para uma noite sem tirania. Canções de trabalho, de lazer, religiosas e popularizadas, todas elas são atravessadas por um passado duro, difícil de viver, sublevado apenas pela circunstância da música.

Há uma grande história musical na Madeira, de orquestras e cordofones, do jazz que veio nos cruzeiros nos anos 1930, de músicos que povoam o cenário jazzístico, no qual se inclui o Director Artístico de Mutrama, André Santos. Mas quando a Associação Xarabanda começa a fazer recolhas na ‘ilha profunda’, nos anos 80, estava a relembrar coisas que se queriam esquecidas, num território que se queria essencialmente turístico. Estávamos no modernismo, na Europa, na voracidade das estradas, ninguém queria olhar para trás.

O que Mutrama representa é também um fazer as pazes com o passado. E, com ele, a devolução de um cancioneiro português por vezes desconhecido, abafado que esteve pela promessa de cosmopolitismo e pela folclorização.

credits

released July 19, 2018

André Santos - Direcção Musical, Guitarra, Braguinha, Rajão, Viola de Arame e Voz

Joel Silva - Bateria e Percussão
António Quintino - Contrabaixo
Maria João, Mariana Camacho, Salvador Sobral & Ricardo Ribeiro - Vozes
Desidério Lázaro - Saxofone Soprano
Francisco Andrade - Saxofone Tenor
Graciano Caldeira - Braguinha

Coros: Overjoyed - Afonso Santos, António Guedes, Helena Bleck, José Blanco, Laura Sumares, Maria Simões e Teresa Fonseca; Colectivo Musgo - Diogo Tomás, Mariana Camacho, Miguel Soares, Susana Nunes e Telma Pereira

Gravação, Mistura e Masterização - Bernardo Barata
Produção - Associação Wamãe: Filipe Ferraz & Associação Xarabanda: Rui Camacho
Fotos - Pedro Jafuno
Design gráfico - Mariana Camacho
Comissão Científica - CRIA Centro em Rede de Investigação em Antropologia

Tornado possível por: Câmara Municipal do Funchal

license

all rights reserved

tags

about

MUTRAMA Madeira, Portugal

MUTRAMA is a project that aims to unveil traditional folk music from Madeira Island through the musical vision of André Santos. This music was made known due to a long library of field recordings made by Xarabanda association in the last 40 years.

contact / help

Contact MUTRAMA

Streaming and
Download help

Redeem code

Report this album or account

If you like MUTRAMA, you may also like: